QUEM

SOMOS

O Grupo de Pesquisa e Extensão Periférico, registrado no CNPq tem atuado em vários territórios do DF e entorno com o desenvolvimento de pesquisas sobre temas periféricos e marginalizados no âmbito do sistema acadêmico relacionados à produção do espaço no campo e na cidade (Reforma Urbana e a Reforma Agrária), integrados no formato de “pesquisa-ação” por meio de metodologias ativas e mobilização social com uma visão “transdisciplinar” e “transescalar”, abrangendo movimentos populares, comunidades da periferia, entidades ambientalistas bem como comunidades camponesas e tradicionais.  

68286927_885703431804391_446560968815463
Professoras
IMG_7849.jpg
Liza Maria Souza Andrade

Possui graduação em Arquitetura pela Universidade Federal de Minas Gerais (1989), mestrado (2005) e doutorado (2014) em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de Brasília. É professora da FAU/UnB e coordenadora de Extensão desde 2018 e da Câmara de Extensão da UnB desde 2016. É também professora e pesquisadora do Programa de Pós-graduação da FAU/UnB e integra o corpo docente do Curso de Especialização Reabilitação Ambiental Sustentável da FAU/UnB. No âmbito da pesquisa acadêmica,  é líder do Grupo de Pesquisa Água e Ambiente construído e Grupo de Pesquisa e Extensão "Periférico, trabalhos emergentes" (PEAC Periférico) que tem como meta trabalhar a Tecnociência Solidária nos processos de assessoria técnica. Faz parte do Núcleo de Política de Ciência, Tecnologia e Sociedade - NPCTS/CEAM/UnB no qual está colaborando para a construção da Residência Multiprofissional CTS - Habitat, Agroecologia, Saúde e Trabalho. Está vinculada ao LabHabitar da UFBA com a Nucleação da Residência em Arquitetura e Urbanismo + Engenharia da UFBA/UnB para contribuir com a Implantação de Rede de Assistência Técnica: Projetos em Habitação e Direito à Cidade. Integra a rede sociotécnica do Projeto Brasil Cidades como membro da Coordenação Operacional do Núcleo DF Metropolitano e também a rede Atlas de Precariedade e ATHIS no Brasil. É coordenadora do Escritório Modelo em Arquitetura e Urbanismo da FAU/UnB - EMAU/CASAS (Projetos de Extensão de Ação Contínua da UnB ASAS e PATUA) desde 2013.

Vânia Teles Loureiro

Mestrado Integrado em Arquitetura pela Universidade da Beira Interior (2012), com a dissertação "Da Arquitectura Vernacular à Informalidade dos Assentamentos. Os Avieiros da Póvoa de Santa Iria, Projecto de Regeneração" e doutorado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de Brasília (2017) com trabalho desenvolvido sobre a estrutura urbana de favelas ao redor do mundo: "'Quando a gente não tá no mapa': a configuração como estratégia para a leitura socioespacial da favela". Atualmente é professora adjunta da Faculdade de Arquitetura e urbanismo da Universidade de Brasília, lecionando disciplinas de Projeto de Urbanismo e Projeto de Paisagismo, orienta trabalhos finais de graduação (TFG) e é Subcoordenadora de Extensão da FAU/UnB. Já lecionou disciplinas de planejamento urbano e orientação de ensaio teórico enquanto professora voluntária da mesma instituição. Desenvolve pesquisa sobre Segregação socioespacial, Informalidade e auto-organização e Ciências da Complexidade aplicadas ao desenho urbano. Aborda metodologias vinculadas à análise socioespacial por meio da Sintaxe Espacial. É Vice líder do Grupo de Pesquisa PERIFÉRICO e participa do Grupo PÉS Urbanos (UniCEUB).

foto.jpg
WhatsApp Image 2020-04-21 at 12.48.16.jp
Natália Lemos

Professora Substituta da Universidade de Brasília, lotada na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU-UnB). Doutoranda em Planejamento e Projeto Regional e Urbano no Programa de Pós-Graduação da FAU-UnB. Mestre em Arquitetura, Tecnologia e Cidade pela Unicamp (2016), com a dissertação “Agricultura urbana como fixo da Rede técnica ambiental”. Especialização em Reabilitação Ambiental Sustentável Arquitetônica e Urbanística pela Universidade de Brasília (2012), com a monografia “Marcos legais e agricultura urbana no contexto da cidade sustentável”. Graduada em Arquitetura e Urbanismo pelo Centro Universitário Euroamericano (2010). Pesquisador-colaborador no desenvolvimento de trabalhos e pesquisas em dois Grupos de Pesquisas: Água e Ambiente Construído; e o Periférico – trabalhos emergentes, ambos vinculados com a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UnB. Pesquisadora da relação campo-cidade e suas correlação com desenho urbano ecológico e sustentável, com foco no objeto da agricultura urbana. Também colabora com pesquisas na temática da conexão dos padrões espaciais dos ecossistemas urbanos e o desenho urbano sensível à água englobando os níveis da comunidade e da paisagem, desenvolvidas pela Profa Liza Andrade.

Ricardo Toledo Neder

Sociólogo e economista político. Docente Associado II da Universidade de Brasília, atua na graduação, especialização e pós-graduação da UnB vinculado a Faculdade UnB Planaltina e ao Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares - CEAM - UnB. Integra coordenação da Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares (rede ITCP Brasil), http://itcpunb.org/ o Núcleo de Pesquisa Política CTS (Ciencia, Tecnologia, Sociedade) do CEAM/Reitoria da UnB; e projeto Residência Multiprofissional CTS Habitat, Agroecologia, Economia Solidária e Saúde Ecossistêmica.  http://www.pesquisar.unb.br/professores/view/7520

ricardo neder.JPG
luiz%20carlos_edited.jpg
Luiz Carlos Spiller Pena

Graduado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Santa Úrsula (Rio de Janeiro), mestre em Antropologia Social e doutor em Engenharia Civil, ambos pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). No momento é Professor Adjunto do Centro de Excelência em Turismo da Universidade de Brasília (CET/UnB) com atuação em ensino de graduação / pós-graduação. Na pesquisa com atuação nos projetos da Elaboração das Diretrizes para a Politica Nacional de Qualificação em Turismo e da Concepção da Política Nacional de Qualificação em Turismo. Na extensão atuou na coordenação do projeto de implantação do Observatório de Turismo do Distrito Federal e na execução do Projeto de Prevenção à Exploração Sexual de Crianças e adolescentes no Turismo, entre outros. Nas funções administrativas e de gestão exerceu a coordenação de graduação, de pós-graduação, bem como as representações colegiadas junto à administração superior e na vice-direção do CET. Participa dos Grupos de Pesquisa [CNPq]: Núcleo de Pesquisa em Políticas Públicas de Turismo (NPPTur); Cidades e Patrimonialização (GECIPA); e do Grupo de Pesquisa e Extensão Periférico. 

Aldira Guimarães Duarte Domínguez

Possui Graduação em Fisioterapia pela Universidade Estadual da Paraíba (1994), Mestrado em Estudos Sociais e Políticos Latino Americano - Universidad Alberto Hurtado, Santiago - Chile (1998), Doutorado em Ciências da Saúde com ênfase em Saúde Coletiva pela Universidade de Brasília (2005). Pós Doutorado em Integração Contemporânea da América Latina, pela Universidade da Integração Latina Americana, UNILA (2016). Atualmente é Professora Associada II da Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia - Curso de Saúde Coletiva. Orientadora no Programa de Pós Graduação em Engenharia Biomédica da Universidade de Brasília - FGA. Atua principalmente nas seguintes linhas: Saúde, Ambiente e Trabalho;  Gestão Ambiental e Saúde Humana; Políticas Públicas, Inovação Tecnológica, Saúde e Sociedade;  Ecotecnologias e Saúde Humana; Saúde Ecossistêmica; Gestão do Trabalho e Educação Permanente em Saúde. Foi membro do Núcleo de Sustentabilidade da Universidade de Brasília durante o ano de 2015. Atualmente  Coordena os Projetos de pesquisa e extensão:  Ecoplanetário e Agente Ambiental Mirim. É membro da Rede Brasileira de Habitat Saudável.

WhatsApp Image 2021-10-04 at 11.06.38.jpeg
FotoSimone.jpg
Simone Parrela Tostes

Graduada em Arquitetura e Urbanismo pela UFMG (1987), com Especialização em Docência pelo IFMG (2020), Mestrado em Teoria e Crítica da Arquitetura e Urbanismo pela UFMG (2001), Doutorado em Geografia pela UFMG (2015) e é pós-doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da UNB. É docente EBTT do Instituto Federal de Minas Gerais campus Santa Luzia, onde atua também como pesquisadora do LITS, Laboratório Integrado de Tecnologia Social. Tem experiência acadêmica e profissional em Arquitetura e Urbanismo, atuando em temas relacionados à teoria e projeto da Arquitetura e do Urbanismo, produção social do espaço urbano, Tecnologia Social, espaço e subjetividade.

Raquel de Almeida Moraes

Professora Titular da Universidade de Brasília (2020). Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (1996) e estudos pós-doutorais em Filosofia da Educação pela Universidade de Haifa (2004). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Filosofia, História e Política educacional, atuando principalmente nos seguintes temas: informática na educação, educação a distância, formação de professores, linguagem e democracia, métodos de pesquisa em educação na perspectiva materialista dialética. Entre as suas obras, destacam-se: Informática educativa no Brasil: das origens à década de 1990; Educação a distância (EaD): reflexões críticas e práticas; Para onde vai a política de ciência & tecnologia na universidade no Brasil, além de artigos publicados em periódicos, livros e capítulos tratando dos seguintes temas: Informática na Educação; Proformação; Linguagem Crítica na Educação; Concepção de Tecnologia em Anísio Teixeira; Mídias e Educação; Educom, Eureka e Gênese; questão de raça/etnia; educação a distância e formação de professores na globalização; consciência e materialismo dialético, comunicação emancipadora e contra-hegemônica; Gramsci e a cultura, entre outros. É pesquisadora dos Grupos de Estudos e Pesquisas do CNPq: 1) História, Sociedade e Educação no Brasil no DF, HISTEDBR-DF; 2)Teoria Crítica e Educação, da UNIMEP; 3) Periférico, trabalhos emergentes. Também é membro do OBSERVATORIO DO MOVIMENTO PELA TECNOLOGIA SOCIAL NA AMERICA LATINA E CARIBE e do Núcleo de Política Científica, Tecnológica e Sociedade, NP-CTS do Centro de Estudos Avançados da UnB, CEAM/UnB.

WhatsApp Image 2021-10-21 at 20.01.12.jpeg
Pos-graduand@s
Marcos Ferreira

Mestrando em Projeto e Planejamento Urbano e Regional pelo Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Brasília (PPG/FAU-UnB), especialista em Reabilitação Arquitetônica Ambiental e Sustentável pela Universidade de Brasília (2018) e graduado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Católica de Brasília (2016). Durante a graduação, participou do projeto de extensão universitário "Olhares Sobre Brasília" (2014 - 2016), com foco na arquitetura e patrimônio de Brasília, realizando eventos e a publicação de um livro. Atualmente, atua como pesquisador do ICMBio e do grupo de extensão universitário da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UnB "PEAC - Periféricos Trabalhos Emergentes", com foco em projetos arquitetônicos, urbanísticos, ambientais e patrimoniais em comunidades tradicionais.

WhatsApp Image 2020-07-22 at 10.41.26.jp
WhatsApp Image 2020-04-04 at 10.22.18.jp
Vinicius Rezende

Mestrado em Arquitetura e Urbanismo na área de concentração Tecnologia, Ambiente e Sustentabilidade na linha de pesquisa Sustentabilidade, Qualidade e Eficiência do ambiente construído na Universidade de Brasília (mar/2019 - Em andamento) (PPG-FAU/UnB). Graduado em Engenharia Ambiental pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (jan/2012 - dez/2016) (UEMS). Pós Graduado lato sensu em Gestão de Sala de Aula no Ensino Superior pelo Centro Universitário de Mineiros (fev/2018 - dez/2018) (UNIFIMES). Pesquisa sobre as formas de implementação de Ecossistemas Urbanos em ocupações informais visando sua regularização. Pesquisador-Colaborador no desenvolvimento de trabalhos e pesquisas em dois grupos de pesquisas: Água e Ambiente Construído; e o grupo Periférico, Trabalhos emergentes, ambos vinculados à Faculdade de Arquitetura e Urbanismo - UnB. Pesquisador-colaborador no Edital ProIC/DPG/UnB - PIBIC/PIBIC-AF (CNPq) 2019/2020 - ECOSSISTEMA URBANO Projeto de Pesquisa ECOSSISTEMA URBANO: análise dos impactos da ocupação urbana da Chácara Santa Luzia nos fluxos de água e na vegetação nativa nas bordas do Parque Nacional de Brasília e propostas de adequação com Soluções baseadas na Natureza SbN. Possui experiência laboratorial em projetos de pesquisa. Possui experiência em elaboração de mapa temáticos de geoprocessamento. Possui experiência internacional pelo AIESEC Internship Program e pelo programa Worldpackers. Tendo experiência profissional em Docência, Consultorias Ambientais e Servidão Pública em Prefeitura. Atuou como docente no Centro Universitário de Mineiros - UNIFIMES, nos cursos de: Engenharia Ambiental e Sanitária; Engenharia Civil e; Administração.

Juliette Lenoir

Arquiteta e Urbanista. Doutoranda em Planejamento e Projeto Regional e Urbano no Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Brasília - FAU-UnB, coordenadora de políticas públicas e conselheira superior na gestão 2020-2022 do IAB-DF e representante do IAB-DF no CONSAB. Mestre em Arquitetura e Urbanismo, formada pela Escola Politécnica Federal de Lausanne - EPFL, na Suíça em 2015. É pesquisadora nos núcleos do DF da rede nacional do Atlas da precariedade e experiências em ATHIS no Brasil e do projeto Brasil Cidades - Br Cidades. 

IMG_2584_edited.jpg
Livia_edited.jpg
Lívia Wiesinieski

Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Brasília (FAU/UnB) na linha de pesquisa Projeto e Planejamento Urbano e Regional. Desenvolve a pesquisa “Tecnologia Social como ferramenta inovadora para trabalhar a complexidade do turismo em espaços urbanos”. Mestre em Turismo pela Universidade de Brasília (CET/UnB) e bacharel em Turismo pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Membro do Núcleo de Pesquisas em Políticas Públicas de Turismo e do Grupo de Pesquisa e Extensão Periférico. Professora Assistente do bacharelado em Turismo da UnB e editora chefe do periódico Cenário – Revista Interdisciplinar em Turismo e Território. Desenvolve atividade de gestão como Coordenadora de Extensão. Orcid: https://orcid.org/0000-0001-8820-0223

Mariane Paulino

Mestranda em Planejamento Urbano e Regional na Universidade de Brasília (PPG-FAU) e graduada em Arquitetura e Urbanista pela Universidade de Brasília (2017). Atua como Pesquisadora Colaboradora dentro do Grupo de Pesquisa vinculado ao CNPq “Periférico, Trabalhos Emergentes” na linha de “Assessoria Técnica Para Planejamento Territorial, Habitação, Autogestão E Lugares Mais Sustentáveis” tem como objetivo prestar assessoria técnica às comunidades periféricas da cidade e do campo, desde o planejamento do território, da habitação e de lugares de convivência, considerando a identidade das populações para contribuir na construção de relações de autonomia e autogestão. Pesquisadora colaboradora no Edital Programa De Extensão Em Educação, Trabalho E Integração Social/DEX/UnB 2018/2020 no Projeto Em Solidariedade ao Quilombo Mesquita em parceria com o MPDF que dá continuidade ao processo de assessoria técnica no território do Quilombo Mesquita em Goiás. Possui experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em Projeto e Planejamento Urbano e Regional, atuando principalmente nos seguintes temas: políticas urbanas, territorialidade e patrimônio. Tem experiência em Sistema de Informação Geográfica com ênfase em Geoprocessamento e elaboração de mapas temáticos. Possui experiência internacional como Bolsista CAPES (2013-2014) no curso de Architectural Engineers na Budapest UNniversity of Technology and Ecomonics na Hungria.

Mariane da Silva Paulino.jpeg
Diogo Isao Santos Sakai .jpeg
Diogo Sakai

Arquiteto e urbanista pela UFMS (2008), Mestre pelo PPG Projeto e Cidade UFG (2015) e doutorando PPG-FAU UNB com o tema Planos Territoriais e Gestão Hídrica. Atuou como professor substituto na Universidade Estadual de Goiás – UEG (2014-2019) onde desenvolveu extensão e a pesquisa Cursos D’Água Urbanos da Região Metropolitana de Goiânia e Anápolis e do qual foram organizados 03 Colóquios (2017, 2018 e 2019). Atualmente é docente no curso de Arquitetura e Urbanismo no Centro Universitário de Goiânia UNICEUG desde 2015 e compõe o Grupo de Pesquisa "Água e Ambiente Construído" e participa do Projeto de Pesquisa "Brasília Sensível à Água" coordenado pela Prof.ª Dr.ª Liza Maria de Souza Andrade.

Ana Luiza Silva

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Brasília (PPG/FAU/UnB), pesquisa sobre pedagogia da cidade, territórios educadores e desenvolvimento de metodologias participativas para tratar de arquitetura e urbanismo com as crianças, na Linha de Pesquisa Configuração Urbana, Apropriação e Participação Social. Mestra (2018) em Geografia pela Universidade Federal de São João del Rei - MG. Graduada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal de São João del Rei - MG. Foi professora auxiliar, substituta, do Departamento de Arquitetura, Urbanismo e Artes Aplicadas (DAUAP) da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ/MG). É membra do Núcleo de Estudos "Observatório de Políticas Públicas" da UFLA. É pesquisadora-colaboradora no grupo de pesquisa Periférico, trabalhos emergentes vinculado com a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UnB e na pesquisa “PRECISAMOS CONVERSAR SOBRE ENSINO NA FAU-UNB: o Projeto Político Pedagógico, o NDE, a inserção curricular da Extensão sob a perspectiva do aluno”.

foto.jpg
WhatsApp Image 2020-07-22 at 14.56.32.jp
Márcia Cordeiro

Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pelo Centro Universitário de Brasília (2005). Arquiteta e Urbanista do quadro efetivo do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER/DF) desde 2013. Pós-graduada em Reabilitação Urbana e Ambiental pela Universidade de Brasília (2018). Mestranda no Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Brasília. Pesquisador-colaborador no desenvolvimento de trabalhos e pesquisas em dois Grupos de Pesquisas: Água e Ambiente Construído; e o Periférico, trabalhos emergentes, ambos vinculados com a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UnB.

Valmor Cerqueira Pazos

Mestrando em Desenvolvimento Profissional e Educação, possui Pós-graduação em Informática em Educação pela Universidade Federal de Lavras, Licenciatura Plena em  Informática e Bacharelado em Ciência da Computação pelo Centro Universitário de Brasília. Atualmente é técnico administrativo em educação e coordenador de ações de interatividade no curso de pós-graduação a distância em Reabilitação Ambiental Sustentável Arquitetônica e Urbanística da Universidade de Brasília, coordenador de Inovações Tecnológicas e professor do Centro de Educação Profissional Escola Técnica de Brasília.

WhatsApp%20Image%202021-04-15%20at%2018.
WhatsApp Image 2021-04-23 at 19.05.22.jp
Erich Wolff 

Doutorando em arquitetura pela Monash University em Melbourne, Australia. Erich é engenheiro civil e mestre em engenharia geotécnica pela Universidade de Brasilia e tem ampla experiência prática e acadêmica em planejamento de infraestruturas incluindo gestão de sistemas de sanemaento, portos, rodovias e estabilidade de taludes. Trabalhando no Revitalising Informal Settlements and Their Environments (RISE) program, seu campo de atuacão atual questiona os conceitos de desastre, risco e resiliência ao integrar comunidades no processo de gestão de enchentes. Sua pesquisa atual inclui a organizacão e processamento de dados de um programa de “ciência cidadã” para monitoriar enchentes em parceria com comunidades vivendo em assentamentos periféricos nas cidades de Suva (Fiji) e Makassar (Indonesia). Esse projeto coletou mais de 5000 fotos de enchentes ao longo dos ultimos dois anos e produziu um banco de dados essencial para o planejamento de infrastruturas de saneamento em areas vulneráveis aos efeitos das mudancas climáticas na regiao da Asia-Pacífico.

Alexandre da Silva Faustino

Doutorando em Estudos Globais, Urbanos e Sociais no Centre for Urban Research da RMIT University, Austrália, desde 2019, onde faz parte do grupo de pesquisa Critical Urban Governance. Também compõe a rede de pesquisa InfUr (Informal Urbanism) da Melbourne University.  Integra a coordenação executiva do Observatório Nacional dos Direitos à Água e ao Saneamento (ONDAS), onde representa o núcleo da Juventude ONDAS. Possui bacharelado em Gestão e Análise Ambiental pela Universidade Federal de São Carlos (2014), mestrado em Engenharia Urbana (2017) pela mesma instituição, e mestrado em Planejamento Urbano e Territorial (2018) pela Universidad Politécnica de Madrid, Espanha. Tem experiência acadêmica em restauração ecológica, planejamento ambiental urbano, geoprocessamento e desenho urbano sensível à água. A partir de uma base interdisciplinar crítica entre Geografia, Planejamento e Urbanismo desenvolve uma atuação acadêmico-ativista em temas como governança de águas urbanas, ecologia política, cartografias colaborativas e empoderamento de comunidades informais.

WhatsApp Image 2021-04-23 at 19.04.15.jp
25188871_10204255911434680_6383877240942215545_o.jpg
Manoel Barbosa Neres

GRADUAÇÃO:1. Filosofia (Seminário Nossa Senhora de Fátima, 1993); 2. Teologia (Seminário Arquidiocesano Nossa Senhora de Fátima, 1996);3. Tecnologia em administração pública (Universidade do Sul de Santa Catarina, 2007). PÓS-GRAD. LAT.SEN..: Democracia Participativa, República e Movimentos Sociais (UFMG). MESTRADO: 1. Ética teológica (Pontifícia Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção, 2000); 2. Educação (Universidade Católica de Brasília, 2015). Posse por concurso público: Administrador (UNB); Professor: UCB, 2010 a 2015. Escritos: livro: Opção honestidade: desafio aos corações valentes. Artigo: A educação quilombola em Mesquita: história, marmelo, e identidade cultural, in: Cunha, C. ;Jesus, W. F.; Guimarães-Iosif, A educação em novas arenas: políticas, pesquisas e perspectivas. Artigo: Uma gestão de conflito: o caso da escola pública do Quilombo Mesquita, cidade Ocidental, Goiás, apresentado no XII Encontro de Pesquisa em Educação, Anped Centro Oeste, 2014. Voluntário em ações sociais pela Faci (Fé, Amor e Cidadania); voluntário em ações sociais no Quilombo Mesquita, Cidade Ocidental, coordenador do projeto cultural-musical "Som de quilombo". Palestrante no seminário "Diversidade e direitos humanos" da Universidade Católica de Brasília (2013). Participação no projeto

de pesquisa "O Quilombo de Mesquita e os impactos da Urbanização", CNPq - Universidade Católica de Brasília. Participação - 2014-2016. Participação no projeto de pesquisa CNPq-UCB "A educação básica e os desafios para o século XXI: política, gestão e controle democrático". Participação na Comissão Preparatória do Plano Municipal de Ensino, de Cidade Ocidental, GO- 2014. Participação no processo de elaboração do Projeto Político-Pedagógico da Escola Aleixo Pereira Braga I, Quilombo Mesquita. Capítulo de livro: A gestão escolar na escola Aleixo Pereira Braga: conflitos que ainda permanecem na educação quilombola, in: Pensando a educação básica brasileira no século XXI: dilemas, desafios, limites e possibilidades. Ministração da palestra "A educação no Quilombo Mesquita", em 20-11-2014. Participação em banca de TCC na universidade Católica de Brasília. Artigo: Educação Quilombola em e Mesquita: estudo da gestão da escola a partir do processo histórico, emancipatório e das relações de conflito (Ser negra, Copene - CO, 2015). Livro: Quilombo Mesquita: História, cultura e resistência. Membro da Comissão da Verdade da Escravidão Negra no Distrito Federal e Entrono Congresso e do livro "A Verdade sobre a Escravidão Negra no Distrito Federal e Entorno. Participação no livro: A pesquisa em educação: novos cenários e novos olhares. Palestrante no "III Encontro de Pesquisadores da Comunidade Kalunga. Palestrante no "Seminário Interador" do Curso "Educação do Campo", da Universidade Federal do Tocantins. Concessão de entrevista à Rádio Nacional Am, referente ao livro "Quilombo Mesquita: história, cultura e resistência". Lançamento do livro na Biblioteca Municipal de Luziânia, pela Diretoria de Cultura e Juventude da Prefeitura de Luziânia. Entrevista à TV Justiça (2019). Entrevista à TV Senado (2020). Coordenador do Centro de Convivência Negra (CCN) e da Coordenação Negra (Coquen, UnB). Capítulo de livro, em parceria com Manoel Francisco Duque : Kilombos no Brasil: a evolução conceitual e jurídica, in: experiências extensionistas em comunidades quilombolas em Goiás (2020). Artigo: Raízes patrimoniais imateriais africanas: A filosofia de Magobe Ramose e a contribuição multifacetada de uma sabedoria milenar (Revista ComCenso, 2020). Palestra em 2ª Vigília Cultural IFG Goiânia, palestra: Arte Afro-brasileira: para o bem e para o mal; organização da roda virtual: Personagens negros(as) da história de Brasília, Semana Universitária de Brasília, 2020. Coordenador do projeto Novembro Negro 2020 UnB. Aprovado em seleção de doutorado em metafísica pela UnB.

Gabriel Ribeiro Couto

Arquiteto e Urbanista. Mestrando em Projeto e Planejamento Urbano e Regional pelo Programa de Pós-graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Brasília (PPG-FAU/UnB). Desenvolve a pesquisa “Cartografias da Resistência: ocup(ações) táticas nos territórios periféricos do Distrito Federal”. Integra a Campanha Nacional Despejo Zero e a coordenação da Campanha Despejo Zero do Distrito Federal, além do grupo de monitoramento e mapeamento. Pesquisador convidado e coordenador na ação de extensão “Dinâmicas Territoriais” vinculada ao EMAU PRISMA-UEG e Instituto de Informática da UFG, com o objetivo de inserir a população no processo de construção e participação dos bairros de Goiânia, por meio de mapeamentos colaborativos com uso de ferramentas digitais e geoprocessamento. Pesquisador-colaborador no grupo de pesquisa “Periférico, trabalhos emergentes” vinculado com a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UnB. Atuação acadêmica em planejamento urbano, insurgências coletivas, lutas e ocupações urbanas, cartografias colaborativas e contra-cartografias.

perfilgg.jpg
EA864A14-60AE-4E6C-9AC1-88E9CF2D0C77.JPG
Caroline Nogueira

mestranda no Programa de Pós-graduação em políticas públicas e gestão educacional da Faculdade de Educação da Universidade de Brasília (PPGMP - FE/ UnB. Graduada em Arquitetura e Urbanismo pelo Politecnico di Torino (Itália, 2017) e também pela UnB (2018) cujo trabalho final “Projeto Rima: fazendo da cidade um grande aprendizado” foi premiado no concurso “Escola dos Sonhos” promovido pelo Instituto de Estudos Socioeconômicos - Inesc (2021) e em duas categorias no concurso CAU Educa promovido pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo. Integrou a empresa EcoHabitare em Brasília (2018-2020) no planejamento, coordenação e gestão de processos formativos de reconfiguração pedagógica. Atuou como professora mediadora do curso Cadista para Construção Civil no Instituto Federal de Brasília (2020). Integra o grupo de pesquisa e extensão universitária “Periféricos, trabalhos emergentes” da FAU-UnB desde 2018 e o grupo de trabalho “Cidade, Infância e Juventude” do Instituto dos Arquitetos do Brasil do departamento de São Paulo desde 2020.

Pos-graduand@s com saber popular
WhatsApp Image 2021-06-28 at 08.32.59.jpeg
Gustavina Alves da Silva

Fez especialização em Reabilitação Ambiental Sustentável Arquitetônica e urbanística pela UNB (2019), com “Construção Coletiva do Conhecimento Empírico no Assentamento Pequeno William”, Graduou-se em Agroecologia pelo IFB (2014), com “Aprendizado em Bioconstrução: Estudo de caso no Assentamento Pequeno William”.  -Cursos de extensão: Fundamentos em Ciência, Tecnologia e sociedade CTS HABITAT, Agroecologia, Economia Solidária e Saúde Ecossistêmica”, UNB (2021), e “Extensão Universitária em Agroecologia: um enfoque participativo no ensino e na extensão”, pelo IFB (2013). Treinamento em floricultura (40 horas), Treinamento básico em avicultura (24 horas), Treinamento Básico em Apicultura (40 horas), Criação de minhocas (16 horas), Orientação ao Crédito (16 horas), bordado em Talagarça – Ponto Planaltina (48 horas), Artesanato em fibra de bananeira (60 horas). Atualmente é agricultora agroecológica, produtora de suculentas e Artesã. Participa do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra – MST desde 1999, atuou no setor de saúde como militante.

Acácio Machado Alves

Especialização em Reabilitação Ambiental Sustentável, Arquitetônica e Urbanística, UNB (2019) com “Injustiça Social: As estratégias de sobrevivência dos moradores do assentamento Pequeno William em Planaltina-DF”, Graduação em Agroecologia pelo IFB (2014), com “Aprendizagem em Bioconstrução: Estudo de Caso no Assentamento Pequeno William”. Curso de Extensão: “Extensão Universitária em Agroecologia: Um Enfoque Participativo no Ensino e na Extensão”, (2013). “Fundamentos em Ciência, Tecnologia e Sociedade CTS, Habitat, Agroecologia, Economia Solidária e Saúde Ecossistêmica”, UNB (2021). Bolsista no projeto de pesquisa (CNPQ) “Integração de Aves na Lavoura Cafeeira” no período de um ano (2012), no IFB. Curso Técnico em Contabilidade (2.698 horas). Treinamento prático em tecnologia alternativa de Ferrocimento (96 horas), treinamento em Apicultura Básica ( Rondônia 40 horas e Brasília 40 horas), Treinamento em Tecnologia com terra (40 horas), Treinamento em jardinagem (40 horas), Mecânica de motor (90 horas), Minhocultura (criação, produção de húmus e farinha de minhocas - 40 horas), aperfeiçoamento em língua portuguesa (48 horas). Participa do MST, desde 1989 (por duas vezes na direção), atuando sempre no setor de produção, sempre em defesa de uma produção limpa (sem veneno e sem adubos químicos) e em defesa do meio ambiente.

WhatsApp Image 2021-06-28 at 08.32.35.jpeg
Colaboradores

Caio Fiuza

Caio Monteiro

Camila Cardoso Silva

Camila Maia

Daniel Bruno Vieira de Melo

Débora De Boni

Eduarda Aun 

Izadora Laner

Julia Luna

Lara Pita

Stephanie Souza

Átila Fialho Rezende

Sofia Portugal

Guilherme Nery

Gabriel Peruchi

Julie Miranda

Sarah Rodriguez

Italo Phellipe

Erich Wolff

Bárbara Gonçalves

Luiza Venâncio

Marina Eluan

Mayara Bet

Nanda Galvão

Nara Cunha

Natália Bomtempo

Natália M. Machado Côrtes

Pedro Ernesto Chaves Barbosa

Priscila Miti

Raquel Braz

Parceiros
IAB logo.png
logo br cidades.jpg
II-Fiocruz2.jpg